A “Melhor Estrada do Mundo” tem vista para o Douro|The “Best Road in the World” overlooks the Douro

Portugal recebeu mais um prémio de reconhecimento a nível mundial, desta vez com a “Melhor Estrada do Mundo”. A nacional 222, que liga o Peso da Régua ao Pinhão, foi reconhecida pela empresa de aluguer de automóveis AVIS como a melhor estrada do mundo para se conduzir, segundo uma fórmula desenvolvida por físicos teóricos.

Ao longo dos 27 quilómetros podemos encontrar 93 curvas, umas mais apertadas do que outras e que são intercaladas por rectas relativamente longas, tendo sido a diversidade deste trajeto a base para a sua eleição.

çlkjh

Os organizadores desta competição internacional valorizaram a sensação criada pela alternância entre uma condução mais exigente e desportiva das curvas apertadas e as longas rectas, que permitem uma vista privilegiada sobre o rio e os socalcos do Douro. Os desníveis da via e a paisagem também contribuíram para a escolha da N222.

A empresa Avis pediu ao físico quântico, Mark Hadley, da Universidade de Warwick, no Reino Unido, para desenvolver uma fórmula que permitisse definir os critérios através dos quais se escolheria a “Melhor Estrada do Mundo”. O cientista criou o Índice de Condução Avis onde combina uma análise da geometria da estrada, o tipo de condução, a aceleração média e aceleração lateral, o tempo de travagem e as distâncias.

A fórmula foi depois testada, em parceria com o designer de circuitos de Fórmula 1 Hermann Tilke e o criador de montanhas-russas John Wardley. Este trabalho permitiu concluir que o índice ideal é de 10:1, ou seja dez segundos de condução em linha reta para cada segundo gasto numa curva, sendo que a N222 consegui alcançar uma relação de 11:1, é a estrada que mais próxima se encontra do índice ideal, oferendo as melhores condições de condução em todo o mundo.

A empresa Avis aplicou a fórmula a um total de 25 estradas localizadas um pouco por todo o mundo, do Reino Unido a França, no Japão e Austrália, passando pela Argentina e Estados Unidos. Para além da ligação entre a Régua e Pinhão, Portugal teve outras duas estradas selecionadas para o teste, a N267, entre São Marcos da Serra e Monchique, no Algarve, e a N247 entre Sintra e a Praia das Maçãs, que tiveram desempenhos mais modestos.

Atrás da estrada entre a Régua e o Pinhão ficaram a Big Sur, na Califórnia (EUA), e a A535, no Reino Unido, com índices de 8,5:1 e 8,4:1, respetivamente.

522307

 

Portugal has received yet another worldwide recognition award, this time for the World’s Best Road. The Nacional 222, which connects Peso da Régua and Pinhão, was acknowledged by Avis, a car rental company, as the best road of the entire world to drive on according to a formulae devised by theoretical physicists.

Across its 27 kilometers you’ll be led by 93 turns ranging from wide to narrow and commandeered through lengthy stretches of asphalt. In fact, it was this extraordinary diversity that made it a contender and ultimately the winner.

The organizers of this international competition valued the sensation created by the constantly alternating path which demands a sports style driving in tighter turns while still allowing the driver to appreciate the privileged sight of the Douro River, along with its walled terraces. The uneven terrain paired with the view was a big factor in the final decision.

The Avis Company asked quantum physicist Mark Hadley from the University of Warwick in the UK, to devise the formula that would define the criteria necessary to elect the world’s best road. He then created the índice de Conducao Avis which takes into account an analysis of the geometry of the road, the driving, average and lateral acceleration, breaking times and the distances.

n222_1

Afterwards, the formula was tested in partnership with the Formula 1 circuit designer Hermann Tilke and the rollercoaster creator John Wardley. Such work allowed them to conclude that the ideal index is 10:1; that is ten seconds of driving in a straight line for each second spent on turns. The N222 measured an 11:1 ratio making it the closest to the ideal allowing for the best driving conditions anywhere on earth.

The same formula was applied to 25 other roads across the globe from the UK to France, Japan and Australia, without forgetting Argentina and the USA. Besides this connecting road from Régua to Pinhão, Portugal had two other entries: the N267 in Algarve, which runs from São Marcos da Serra to Monchique, and the N247 between Sintra and Praia das Maças, both with more modest performances.

Right behind the winning road was the Big Sur in California (USA) and the A535 in the UK with indexes of 8.5:1 and 8.4:1, respectively.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s